Leveza

Habituamo-nos a grandeza, mas ela não será apenas uma ilusão? Um destino inventado que nos obrigamos a perseguir, para alimentar o nosso ego, e para que nos reconheçam. A nossa Atlântida psicológica.

Ensinam-nos a ganhar e concretizar. Mas sabemos “perder” e “desapegar”? Não será essa a evolução, a verdadeira revolução interna? Viver com mais significado, mais compaixão, com paixão.

Buscamos alívios na nossa insana busca de grandiosidade, mas elegante é viver com leveza.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *