É bonito ter crenças, acreditar em algo, seja ele (para nós) banal ou incrível. Mas assim que atribuímos o nosso destino a crenças, não nos comprometemos, pois se não nos compete, não nos responsabiliza. Se observarmos atentos a natureza percebemos como lidar com nossos instintos, pois nada Nela prescreve dogmas, nem crenças codificadas, e nem…Continue Reading “A minha religião é a natureza”

Educam-nos que as emoções são como uma infantilização da personalidade, uma assinatura das nossas fraquezas.  Mas porquê? Porque é cultural, porque é mais fácil dizer que ‘nāo’, porque dá trabalho educar. Mas será que podemos aprender a gerir emoções, assim como aprendemos a fazer um cálculo matemático, ou a ler poesia? Quando na Natureza um…Continue Reading “A importância das emoções”

Vivemos numa sociedade machista, em vias de ser corrompida pelo femismo. Numa luta desmedida pela igualdade acabamos com a excentricidade de sermos tão diferentes, homens e mulheres. Até alcançarmos o estágio evolutivo em que nos identificamos com a nossa essência, dissolvendo a nossa personalidade, convivemos connosco enquanto matéria do universo, e não como consciência pura….Continue Reading “Não à igualdade de géneros”

Felicidade. Não existe pílula magica. Existe uma jornada de auto-conhecimento que, aos poucos, permite aflorar a expressão única do que somos e descobrirmos de que somos feitos. Isso, para mim, hoje, é felicidade no seu estado mais puro. Adoro pulseiras, cada uma tem uma história… um sitio que visitei, uma pessoa… e muito do que sou..🌳a…Continue Reading “Essência”